Se você está considerando comprar um iPhone novo, o iPhone 8 é a melhor opção para a maioria das pessoas hoje. O iPhone 8, junto com seu irmão maior, o iPhone 8 Plus, oferece diversos upgrades em relação ao iPhone 7, incluindo performance superior, uma câmera de mais qualidade, um display melhor, além de ter suporte para carregador sem fio. Como os iPhones anteriores, a geração 8 é fácil de utilizar, tem um sistema intuitivo, e não requer alterações de configuração para você tirar o melhor proveito do seu smartphone, como muitas vezes é o caso no Android.

Nossa escolha: iPhone 8

O iPhone 8 tem um ótimo equilíbrio entre tamanho de tela e facilidade de uso. A tela de 4.7 polegadas oferece mais espaço de tela e performance do que o iPhone SE. Nós recomendamos o modelo de 64 GB, que deve ser suficiente para a armazenagem de fotos, vídeos e apps da maioria das pessoas.

R$3.500 na Apple

Opção: iPhone 8 Plus

O iPhone 8 Plus pode ser uma opção superior se você tira muitas fotos e faz muitos vídeos, ou se você usa o seu telefone mais do que algumas horas por dia. A tela de 5.5 polegadas, uma câmera extra e uma bateria que dura muito mais do que a do 8 fazem do 8 Plus uma opção superior para quem quer um telefone mais robusto.

R$4.500 na Apple

Uma tela maior significa mais facilidade de uso e a possibilidade de fazer mais coisas com seu smartphone. A câmera secundária oferece a possibilidade de aproximar mais dos objetos sem perder qualidade, além de outros efeitos. Se você usa o seu iPhone por várias horas ao dia, a bateria do 8 Plus faz bastante diferença em relação ao 8. Por este motivo o 8 Plus é o iPhone que recomendamos para usuários intensivos. A desvantagem do Plus é que ele é mais difícil de utilizar com uma mão só, e fica apertado no bolso da calça jeans.

Opção Premium: iPhone X

O iPhone X é o telefone premium da Apple no momento, com um design todo renovado, incluindo o reconhecimento facial, que substitui o uso da digital, até por que o X não tem o botão Home. A largura de tela do iPhone X é a mesma do iPhone 8, e a altura é um pouco maior do que a tela do 8 Plus – na mão ele encaixa da mesma forma como o 8, porém com uma tela muito mais alta.

R$8.000 na Apple

Tudo no iPhone X funciona bem, e ele é um telefone bonito. Porém, além da tela melhor e alguns upgrades nas câmeras (estabilização ótica da imagem e uma câmera frontal melhor do que os modelos anteriores), o iPhone X ainda não justifica a diferença de preço para o 8. Por estes motivos, a maioria das pessoas terão um custo benefício superior com o iPhone 8. Se você gosta de ser a primeira pessoa do seu grupo de amigos a ter o último modelo, ou quer uma câmera ainda superior no seu smartphone, o iPhone X pode ser uma boa opção. Mas por hora, o preço elevado não justifica os upgrades.

 

 

Alternativa: iPhone SE

O iPhone SE junta a velocidade, as câmeras a maioria das funções do iPhone 6 no corpo de um iPhone 5S. Se você acha o iPhone 8 muito grande, o iPhone SE, com sua tela de 4 polegadas, é uma boa alternativa. Porém, ele deixa a desejar em performance e funções, quando comparado com os modelos mais novos. O SE é o iPhone mais barato que a Apple já lançou, e é uma boa alternativa para quem acha os iPhones 6 em diante grandes demais, e quer um telefone menor.

 

Escolher um iPhone nunca foi tão difícil, já que a Apple, no momento, vende 8 modelos divididos em 5 gerações diferentes: o iPhone X, 8, 8 Plus, 7, 7 Plus, 6s, 6s Plus e SE. Porém, muitas vezes, se você tem um plano que dá desconto na compra, a diferença de preço entre modelos pode ficar menos de 25 reais ao mês. Neste caso, ter um telefone mais moderno pode ser um ótimo custo benefício. Mas se você tem iPhone 6s em diante, provavelmente você não precisa de um upgrade agora.

A nossa pesquisa

A nossa escolha: o que há de novo no iPhone 8 e 8 Plus

Algumas desvantagens (perdoáveis) dos novos iPhones

Se você quer uma tela maior, uma câmera melhor ou uma bateria que dure mais: iPhone 8 Plus

Opção Premium: iPhone X

Se você gosta de telefones menores: iPhone SE

Quanto espaço de armazenagem você precisa?

Quando fazer o upgrade para um iPhone novo?

Comprar um iPhone 7 ou um iPhone 6s vale a pena?

Por que comprar um iPhone?

 

 

A nossa escolha: o que há de novo no iPhone 8 e 8 Plus

Visto de frente, os últimos modelos de iPhone são bastante parecidos com as últimas 3 gerações, com o mesmo corpo de alumínio e o mesmo tamanho de tela de 4.7 polegadas (para o iPhone 8) e 5.5 polegadas no 8 Plus. As mudanças que você vai notar mais claramente no iPhone 8 dependem do modelo que você tem hoje – quanto mais antigo o seu modelo atual, maior a quantidade de melhorias. Porém, os modelos mais novos são superiores em diversos aspectos que não ficam tão óbvios na aparência. (paragrafo sobre descontos)

A mudança física mais óbvia no iPhone 8 é o vidro na parte de trás, o qual, segundo a Apple, é tão resistente a arranhões quanto o vidro frontal. O vidro atrás deixa o iPhone 8 mais forte e mais frágil ao mesmo tempo. Se por um lado ele tem menos possibilidade de dobrar e arranhar, ele fica mais suscetível a quebrar em casos de queda. É sempre recomendado o uso de película e case no seu iPhone.

A traseira de vidro também permite ao iPhone 8 utilizar carregador sem fio. A tecnologia de carregador wireless por indução eletromagnética já está disponível nos smartphones Android há bastante tempo, e no 8 a Apple introduziu a novidade no iPhone. A tecnologia utilizada é o padrão QI, então é só você colocar seu iPhone novo sobre qualquer carregador QI, e ele passará a ser carregado. Inicialmente os iPhones carregavam com uma potência de 5W, que é a mesma utilizada nos carregadores tradicionais. Porém uma atualização do iOs recente mudou a velocidade para 7.5W, que ainda é menos do que os 15W suportados pela tecnologia Qi 1.2.

Carregar seu telefone wireless é conveniente, e acredito que com o iPhone entrando nesta onda, cada vez veremos carregadores sem fio como padrão de mercado. O carregamento wireless tem algumas desvantagens, principalmente não poder utilizar o telefone enquanto carrega.

A tela do iPhone 8 é um pouco mais brilhosa do que a do iPhone 7, algo que você provavelmente só vai notar se colocar os dois lado a lado. A tela do 8 também tem True Tone, que a tecnologia da Apple para calibrar a luminosidade da tela de acordo com as condições de luz ao seu redor. Se você estiver em um ambiente com luz branca brilhante, por exemplo, a tela ficará com mais brilho e mais luz branca. Se você estiver em um ambiente onde a iluminação é mais quente, com mais tons de amarelo, a tela se ajustará para um brilho mais baixo e menos branco, para reduzir o contraste entre o ambiente e a tela do iPhone. A função não tem uma grande precisão com cores do ambiente, e se você não gostar, pode desabilitar, mas nós achamos uma ótima função para uma leitura mais confortável, principalmente em ambientes fechados e a noite.

Assim como iPhone 7, o iPhone 8 é totalmente à prova de poeira e resiste à água durante 30 minutos a um metro de profundidade. No mundo real, significa que ele resiste bem a líquidos derramados, ou algum tombo dentro da piscina, banheira ou afins. Porém, a garantia do iPhone não cobre danos por água, e ele não deve ser carregado até estar totalmente seco. A resistência a água foi uma das melhores novidades do iPhone 7. É uma preocupação a menos que você precisa ter com seu telefone.

Assim como iPhone 7, o iPhone 8 é resistente à água.

Como tem sido em todos os novos modelos, o iPhone 8 traz melhorias nas câmeras frontal e traseira. Algumas mudanças, como a melhoria nas fotos em condições ruins de luz, não ficam tão obvias, a não ser que você comparar as fotos lado a lado. Mesmo assim, são melhorias que vão acumulando e fazendo a câmera do iPhone cada vez melhor. Se você utiliza seu iPhone como sua câmera principal, fazer o upgrade para o 8 pode ser um ótimo custo benefício só pela câmera, ainda mais se você optar pelo 8 Plus, que tem zoom ótico e funções de modo retrato.

Uma das melhores mudanças no iPhone 7 e 7 Plus foi o novo sistema de alto falantes, que melhorou a qualidade e a altura do som em relação a modelos anteriores. O iPhone 8 e o 8 Plus têm mais potência ainda: se você ouve música, podcasts ou vídeos no alto falante, você vai notar a evolução.

Claro que, assim como todo novo iPhone, os modelos novos são mais rápidos que seus antecessores. No caso do iPhone 8, graças a um novo processador, chamado pela Apple de A11 Bionic, que promete ser mais eficiente também – ou seja, mais performance com menos uso de bateria. De fato, alguns benchmarks feitos por usuários no Estados Unidos mostraram que o iPhone 8 é bem mais rápido que o 7, além de ser mais rápido que vários modelos do iPad Pro.

O iPhone 8 não tem entrada de áudio tradicional.

Porém, usuários que têm o iPhone 7 não vão notar muita diferença na velocidade, ainda mais em tarefas mais básicas como e-mail, navegação e apps sociais (Instagram, Facebook e Snapchat). Se você utilizar o iPhone para tarefas que exigem mais performance, como renderização 3D, ou games de alto nível gráfico, você notará a diferença. Porém, se você estiver vindo de um iPhone 6s ou inferior, você notará bastante diferença na performance do 8, mesmo apenas rolando a tela e trocando de apps.

O iPhone 8 custa R$4 mil o 64GB e R$4,8mil o 256GB. Este é o preço na loja oficial da Apple, e pode ser encontrado com preços diferentes (e pela minha pesquisa, até R$500 mais barato em outras lojas). O iPhone 8 Plus custa R$4.500+.

Algumas desvantagens (perdoáveis) dos novos iPhones

A maior reclamação do iPhone 7  e do 7 Plus foi o fato de a Apple ter eliminado a entrada analógica de fone de ouvido, para focar na utilização dos fones wireless ou fones conectados na entrada do carregador. O iPhone 8 continua com a mesma limitação, que provavelmente será padrão em todos os modelos futuros. Além de ser fácil de perder o adaptador, os usuários sentem falta de poder utilizar o fone enquanto o telefone está no carregador, o que não é possível pelo fato de a entrada ser a mesma.

Apesar disso, se adaptar ao uso do adaptador (com o perdão do trocadilho) não é um grande problema, e não será motivo para não comprar o iPhone 8. E se você usa fones bluetooth, não notará nenhuma diferença.

Apesar de ser fácil fazer o backup do seu iPhone no iTunes, no computador, ou na nuvem, através do iCloud, estes backups são tudo ou nada: você não pode restaurar os dados de um aplicativo só, ou apenas os aplicativos, mantendo o sistema operacional, por exemplo. Esta limitação é bastante relevante, por que se você tiver algum problema de software, e o backup não resolver, a Apple recomenda que você resete o seu telefone inteiro, e reinstale os aplicativos manualmente. Isso significa que neste caso, você perderia dados de aplicativos, que não estivessem salvos separadamente, como é o caso de fotos e vídeos. Em um computador, esta limitação seria inaceitável. Porém, como as pessoas se acostumaram com smartphones tendo historicamente um sistema mais limitado de backups, estas limitações são consideradas normais. Mas com as pessoas utilizando cada vez mais seus telefones como seu computador principal, os dados contidos nos aplicativos são cada vez mais importantes. Por isso, a Apple deveria repensar o sistema de backups.

Se você gosta de customizações e fazer seus própios ajustes no seu telefone, o iOS não é tão flexível quanto o Android, que deixa você customizar todos os aspectos da interface do seu smarphone através de aplicativos de terceiros. Além disto, o Android permite que você baixe aplicativos de diversas fontes diferentes, diferente do iOS, que fica limitado a Apple Store. Porém, as versões mais recentes do iOS tem permitido maiores customizações que no passado, graças a extensões de aplicativos, teclados customizados e outras opções que têm sido introduzidas no sistema operacional da Apple. Além disto, a abordagem mais restritiva da Apple relativa a customizações traz uma grande vantagem: o iPhone é menos suscetível a vírus, problemas de segurança e malwares.

iPhone 8 Plus: Se você quer uma tela maior, uma câmera melhor ou uma bateria que dure mais

O iPhone 8 tem o melhor tamanho de tela para a maioria das pessoas. Porém, o 8 Plus é uma opção que deve ser considerada.

Um dos motivos é que o tamanho maior do 8 Plus significa uma bateria maior: a bateria dele é 47% maior do que a do iPhone 8 (2675 mAh vs 1821 mAh). O resultado é que o iPhone 8 Plus tem uma durabilidade de bateria muito maior: de acordo com a Apple, 7 horas a mais de ligação (21h contra 14h), 1 hora a mais de internet (13h x 12h), uma hora a mais de vídeo (14h x 13h) e 20 horas a mais ouvindo música (60h do 8 Plus contra 40h do iPhone 8). Apesar de não termos feito os testes para verificar estas estimativas oficiais, na nossa experiência, após um dia inteiro de uso intenso, o iPhone 8 fica quase sem bateria, enquanto que o 8 Plus ainda tem de 20 a 40% de bateria restante.

A duração maior da bateria por si só já pode ser motivo para você escolher a versão Plus do iPhone 8: não precisar se preocupar com a sua bateria morrer no fim do dia é ótimo. Se você utiliza muito seu telefone durante o dia, a diferença de duração da bateria é motivo suficiente para você comprar a versão Plus do iPhone 8.

Outra vantagem do 8 Plus é o sistema de fotografia com uma câmera extra. Diferente do 8, o 8 Plus tem zoom ótico real (2x), além do modo Retrato, que foi melhorado em relação ao iPhone 7, e agora tem o modo Retrato com efeitos de luz, que permitem ajustar o modo retrato na hora, para simular diferentes condições de luminosidade. O sistema produz resultados bem legais quando ajustados corretamente, porém não é perfeito. Mas é uma função divertida, que a maioria dos usuários gosta bastante. (O iPhone X também tem o sistema de dual câmera, com estabilização nas 2 lentes e a função retrato também funciona na câmera frontal). Se você tira bastante fotos, na tela maior do 8 Plus fica mais fácil editar as fotos, e mostra para as pessoas.

 A tela maior, obviamente, é a maior vantagem do iPhone 8 Plus, em relação ao 8. A tela do 8 Plus é uma polegada (2.4cm) maior, medida diagonalmente, e por isso, fica mais fácil ver mais conteúdo, ou o mesmo conteúdo em um tamanho maior. Os aplicativos são mais fáceis de utilizar, por que a tela fica menos cheia, ou por que os botões ficam maiores. A tela tem tamanho suficiente para alguns apps, como o Apple’s Mail, apresentar um layout duplo quando o telefone está em modo horizontal – uma função que nem mesmo o iPhone X tem. O iPhone X e o 8 Plus mostram a mesma quantidade de conteúdo na tela, principalmente quando se trata de texto – o X é mais estreito, mas mais longo – mas nos aplicativos que escalam na tela, ou quando você vai olhar fotos e vídeos, a tela mais larga do iPhone 8 Plus passa uma impressão de uma tela maior.

A principal desvantagem do 8 Plus, é que pessoas com mãos pequenas acharão impossível manusear o telefone com uma mão só. Mesmo se você tem mãos grandes, ele não é muito confortável de utilizar com uma mão só, além de não caber direito nos bolsos das calças, principalmente calça jeans. Mesmo para mãos maiores, alcançar o topo da tela com o polegar é um pouco difícil no iPhone 8 Plus. Porém, o iOs 11 inclui um novo teclado para uma mão só, que facilita bastante digitar sem utilizar as duas mãos, e e a novo vidro na parte de trás do iPhone 8 faz com que ele escorregue menos da mão do que a traseira metálica dos modelos anteriores.

As vantagens do modelo Plus compensam as desvantagens? Eu não conheço nenhum usuário do 6 Plus, 6S Plus, 7 Plus ou 8 Plus que ache bom segurar o telefone. Mesmo depois de alguns de anos de uso, é difícil de acostumar e o telefone ainda fica grande na mão. Porém, a maioria dos usuários concorda que as vantagens do Plus superam a inconveniência do tamanho. Um telefone menor é melhor quando está guardado no bolso, enquanto que os maiores são melhores quando estão sendo utilizados. Quem se acostuma com uma tela maior, raramente quer trocar para um modelo menor.

Outra vantagem do Plus é que ele pode substituir o uso de um iPad ou outros tablets de forma mais fácil do que o tamanho tradicional. Tarefas que você faria em um iPad por que o iPhone seria muito pequeno, podem ser feitas em um iPhone Plus. Nós recomendamos que você vá a uma loja da Apple, ou alguma loja de celulares, e teste o iPhone 8 e o 8 Plus. Se você nunca utilizou um dos modelos Plus, você ficará assustado com o tamanho dele. Mas utilize ele por uns 10 minutos da forma como você costuma utilizar seu telefone. Se depois de 10 minutos, o tamanho do Plus não te conquistar, provavelmente o iPhone 8 é a opção mais correta para você.

Opção Premium: iPhone X

O iPhone X é um ótimo smartphone. É o melhor telefone que a Apple já fez. Porém, para a maioria das pessoas, ele não é o melhor iPhone no momento. Em termos de funções e recursos o iPhone X é bastante parecido com o iPhone 8 e 8 Plus: roda iOs, usa o mesmo processador, carrega wireless, é a prova d’agua e tem um sistema de câmera similar (mas um pouco melhor). A maior diferença é a tela de OLED de 5.8 polegadas. O resultado é mais espaço vertical, além do X não ter o botão Home – o primeiro iPhone sem a opção – que foi substituído por um sistema de desbloqueio por identificação facial. Tudo funciona bem no iPhone X, porém a diferença de preço para o iPhone 8 não justifica os recursos extras. O iPhone X é para quem gosta de ter o último modelo, e não se importa de pagar um prêmio para isto.

Apesar do display do X, de 5.8 polegadas, ser maior no papel do que o iPhone Plus (que tem 5.5 polegadas), a largura do X é a mesma do iPhone 8 (porém o X é um pouco mais alto). O resultado é que em aplicativos focados em texto, o X tem mais área de conteúdo. Porém, como a tela do iPhone X não é tão larga quando a tela dos modelos Plus, se você tiver hoje um iPhone Plus, você vai achar a tela do iPhone X pequena em alguns aplicativos.