Se você tem um iPhone e está feliz com ele, não troque. Não compre um novo apenas por status ou porque a Apple acabou de lançar modelos novos.

Mas se o seu celular atual está lento ou quebrou, e você está pensando qual iphone comprar, a melhor opção hoje é o iPhone 11 ou o novo iPhone SE (2ªa geração). Se você quer mais vida útil de bateria, uma tela maior e uma câmera melhor, compre o iPhone 11. Senão, o iPhone SE entrega a mesma experiência por um preço mais em conta, e em um tamanho menor, o que agrada algumas pessoas.

Os Melhores iPhones

1. Melhor iPhone: iPhone 11 128 GB

VER O PREÇO

O iPhone 11 é a opção mais rápida no mercado hoje, e vai ser um ótimo telefone ao menos nos próximos 4 anos. A bateria dele dura o dia todo para a grande maioria das pessoas, mesmo com uso intenso, sem precisar recarregar. E a tela de 6.1 polegadas oferece área de tela suficiente para as suas tarefas e demandas. As 2 câmeras traseiras – uma câmera padrão e outra ultra-wide – são ótimas e oferecem uma qualidade muito boa, inclusive em situações de pouca luz, uma evolução em relação as câmeras dos iPhones anteriores.

2. Alvernativa de Qualidade: iPhone X

VER O PREÇO

O iPhone X é o telefone premium da Apple no momento, com um design todo renovado, incluindo o reconhecimento facial, que substitui o uso da digital, até por que o X não tem o botão Home. A largura de tela do iPhone X é a mesma do iPhone 8, e a altura é um pouco maior do que a tela do 8 Plus – na mão ele encaixa da mesma forma como o 8, porém com uma tela muito mais alta.

Tudo no iPhone X funciona bem, e ele é um telefone bonito. Porém, além da tela melhor e alguns upgrades nas câmeras (estabilização ótica da imagem e uma câmera frontal melhor do que os modelos anteriores), o iPhone X ainda não justifica a diferença de preço para o 8. Por estes motivos, a maioria das pessoas terão um custo benefício superior com o iPhone 8. Se você gosta de ser a primeira pessoa do seu grupo de amigos a ter o último modelo, ou quer uma câmera ainda superior no seu smartphone, o iPhone X pode ser uma boa opção. Mas por ora, o preço elevado não justifica os upgrades.

3. Alternativa ecônomica: iPhone 8

O iPhone 8 tem um ótimo equilíbrio entre tamanho de tela e facilidade de uso. A tela de 4.7 polegadas oferece mais espaço de tela e performance do que o iPhone SE. Nós recomendamos o modelo de 64 GB, que deve ser suficiente para a armazenagem de fotos, vídeos e apps da maioria das pessoas.

4. Opção para quem gosta de tela grande : iPhone 8 Plus

VER O PREÇO

O iPhone 8 Plus pode ser uma opção superior se você tira muitas fotos e faz muitos vídeos, ou se você usa o seu telefone mais do que algumas horas por dia. A tela de 5.5 polegadas, uma câmera extra e uma bateria que dura muito mais do que a do 8 fazem do 8 Plus uma opção superior para quem quer um telefone mais robusto.

Uma tela maior significa mais facilidade de uso e a possibilidade de fazer mais coisas com seu smartphone. A câmera secundária oferece a possibilidade de aproximar mais dos objetos sem perder qualidade, além de outros efeitos. Se você usa o seu iPhone por várias horas ao dia, a bateria do 8 Plus faz bastante diferença em relação ao 8. Por este motivo o 8 Plus é o iPhone que recomendamos para usuários intensivos. A desvantagem do Plus é que ele é mais difícil de utilizar com uma mão só, e fica apertado no bolso da calça jeans.

 

 

A nossa análise

Quando fazer o upgrade para um iPhone novo?

Trocar seu iPhone para um modelo mais novo pode não ser tão caro quanto parece. Dependendo do plano que você tem com sua operadora, trocar o aparelho muitas vezes não tem um custo tão proibitivo. Se você tem um dos modelos mais recentes, pode pegar um bom valor na venda do seu aparelho também, que abateria uma boa parte do custo de um novo.

Dito isto, antes de comprar um dos modelos mais novos, você deveria levar em conta o quanto você utiliza o seu smartphone. Se o seu iPhone não é o seu companheiro do dia todo, se você utiliza apenas para checar o Facebook 2 vezes por dia, para o Whatsapp e algumas ligações, você não precisa o último modelo de iPhone. Se você tiver um iPhone 5s ou superior, o seu telefone vai continuar servindo você bem pelos próximos anos. Inclusive, como todos eles rodam o iOs 11, você não perderá nem as últimas novidades do sistema operacional da Apple.

Porém, se você usa o seu smartphone durante o dia todo, como uma espécie de mini computador, onde você usa email, texto, telefone, mídias sociais, para ouvir música e afins, ter um dos modelos mais novos é um bom custo benefício. Mesmo assim, se você tem um iPhone 7, mudar para o 8 ou para o X agora dificilmente é um bom custo benefício.

Fazer um upgrade para os modelos novos faz mais sentido para quem tem o iPhone 6s ou mais antigo. Depois de alguns anos de uso, o seu iPhone pode estar começando a ficar um pouco mais lento, e a duração da bateria começando a ficar mais curta. E apesar do 6s ter uma boa câmera, as câmeras do iPhone 8 são muito superiores.

Se você tiver um iPhone 5s ou mais antigo, a decisão de trocar fica mais fácil. O seu telefone provavelmente já está bem ultrapassado, e comprar um iPhone 8 vai te dar uma melhoria de performance considerável, uma câmera muito melhor, resistência à água, entre outras melhorias já discutidas acima. Neste caso, se você tiver o dinheiro para investir, vale a pena.

Por que comprar um iPhone?

Provavelmente, se você está lendo este guia, é por que você já está convencido de comprar um iPhone. Porém, se você ainda não estiver, listamos alguns motivos do por que o iPhone é o melhor smartphone para a maioria das pessoas.

O iPhone tem a melhor taxa de funcionalidade-por-chatice entre todos os smartphones. Este guia tratou principalmente das caracter´sitcas de hardware. Porém, o atual sistema operacional dos iPhones, o iOS 11 é bastante sólido e quase tão flexível e customizável quanto o Android – porém, diferente dos smartphones que rodam Android, com o iPhone você não fica com a impressão de que tem que passar horas e horas para fazer as coisas funcionarem como você quer. Sobretudo, o software funciona de forma perfeita com o hardware, por que é a Apple que faz os dois.

Diversos estudos mostram que os usuários do iPhone em média são mais satisfeitos com os seus smartphones. Eles também utilizam mais seus telefones, e até fazem mais compras pelo smartphone do que os usuários de Android.

Outra vantagem dos telefones da Apple é que a última versão do iOS é suportada em telefones que foram lançados até 5 anos antes. Apesar do iOS 11, lançado em 2017, não ter algumas de suas novidades em um iphone 5s, o modelo roda a mesma versão do sistema operacional que os modelos novos.

Este suporte também existe na parte de segurança: quando a Apple lança um patch de segurança, ele é instalado em todos os telefones que rodam o iOS atual, e até algumas das versões anteriores, deste modo, a maioria das pessoas recebem o patch. Este é um dos principais motivo pelo qual existem tão poucos vírus em iPhones.

Outra vantagem da Apple é que todos iPhones funcionam da mesma forma. Se você já usou algum dispositivo com iOS, você pode usar qualquer outro, que você saberá utilizar. Esta consistência do iOS é uma vantagem para as empresas que desenvolvem aplicativos também: como todos aparelhos rodam a mesma versão do sistema operacional, é muito mais fácil desenvolver um aplicativo sem problemas de compatibilidade. O resultado é que o iOS tem uma quantidade maior de bons aplicativos, e quando um aplicativo é desenvolvido nas duas plataformas, a versão do iOS usualmente é lançada primeiro.

O iPhone também tem uma consistência de hardware inexistente em outros modelos de smartphones. Esta consistência, junto com o a popularidade dos telefones da Apple, faz com que exista uma enorme gama de acessórios para o iPhone. De capinhas a baterias, de carregadores a suportes para o carro, além de controles de jogos e lentes de câmeras.

Finalmente, uma outra vantagem da Apple é a privacidade do usuário. Segundo a empresa, ela não registra a sua atividade, localização ou afins, a não ser que seja necessário (por exemplo para navegação GPS). Além disso, os dados são criptografados para que o usuário não possa ser identificado. Se por motivos ideológicos ou competitivos, o importante é que a Apple parece ser a empresa que mais se importa com a sua privacidade, e você não precisa mexer em um monte de configurações para usufruir desta privacidade.

Se você gosta de mexer no seu telefone, customizar tudo, e trocar todas configurações para deixar do seu jeito, o Android é um sistema mais indicado para você. Com o Android você também pode baixar os aplicativos da Google Play Store, da Amazon App Store, e diversos outros lugares (esta liberdade aumenta a chance de vírus e malwares). Na Apple você fica limitado a baixar os aplicativos na Apple Store. Outra vantagem do Android é que você tem acesso a uma gama de marcas de telefone diferentes, incluindo funções como baterias removíveis, entrada para cartões micros entre outras coisas. E a principal vantagem é o preço. Para você comprar um telefone barato (menos de R$1000 por exemplo) da Apple, só comprando um modelo mais antigo, de segunda mão. Enquanto isto, você encontra modelos 2017 de outras marcas por este preço (claro que não são telefones top de linha).

Quanto espaço de armazenagem você precisa?

Entre fotos, vídeos, músicas, aplicativos e mídia do Whatsapp, os telefones de hoje precisam de muito mais memória do que os modelos mais antigos, mesmo aqueles de apenas alguns anos atrás. A pior coisa que tem é você ir tirar uma foto, e receber uma mensagem dizendo que você está sem espaço. Como você não pode adicionar mais memória depois, o melhor é garantir que você compre seu telefone com a quantidade adequada de armazenagem.

Em um mundo perfeito, provavelmente a maioria das pessoas ficaria bem com 128 GB de memória. 

 

Bom Custo x Benefício: iPhone X

O iPhone X é um ótimo smartphone. É o melhor telefone que a Apple já fez. Porém, para a maioria das pessoas, ele não é o melhor iPhone no momento. Em termos de funções e recursos o iPhone X é bastante parecido com o iPhone 8 e 8 Plus: roda iOs, usa o mesmo processador, carrega wireless, é a prova d’agua e tem um sistema de câmera similar (mas um pouco melhor). A maior diferença é a tela de OLED de 5.8 polegadas. O resultado é mais espaço vertical, além do X não ter o botão Home – o primeiro iPhone sem a opção – que foi substituído por um sistema de desbloqueio por identificação facial. Tudo funciona bem no iPhone X, porém a diferença de preço para o iPhone 8 não justifica os recursos extras. O iPhone X é para quem gosta de ter o último modelo, e não se importa de pagar um prêmio para isto.

O sensor infravermelho do Face ID fica na parte de cima da tela e é invísivel a olho nu

Apesar do display do X, de 5.8 polegadas, ser maior no papel do que o iPhone Plus (que tem 5.5 polegadas), a largura do X é a mesma do iPhone 8 (porém o X é um pouco mais alto). O resultado é que em aplicativos focados em texto, o X tem mais área de conteúdo. Porém, como a tela do iPhone X não é tão larga quando a tela dos modelos Plus, se você tiver hoje um iPhone Plus, você vai achar a tela do iPhone X pequena em alguns aplicativos.

A tela do iPhone X vai até as bordas do telefone, ficando apenas um pedaço em cima, onde fica a câmera frontal (com a tecnologia TrueDepth, que facilita o reconhecimento facial). Foi uma escolha de design estranha da Apple, que a maioria das pessoas acha feia no início, mas depois de alguns dias acostuma.

O Face ID, a tecnologia de reconhecimento facial, utiliza uma série de sensores para a ler a topografia do seu rosto para desbloquear o telefone, ou autenticar os apps que utilizam a tecnologia. A tecnologia funciona bem – qualquer dúvida que você tiver sobre a eficácia do sistema será esquecida minutos depois de você configurar sua face no iPhone. O iPhone aciona o Face ID quando você desliza para desbloquear, então não é necessária nenhuma outra ação para desbloquear. O sistema é tão rápido e eficiente, que após alguns dias de uso, você nem lembra mais que ele existe. As únicas situações em que você pode ter alguma dificuldade de desbloquear o iPhone X, é se estiver utilizando óculos de sol, ou se o telefone estiver sobre a mesa, com um ângulo estranho em relação ao seu rosto. Nestas situação, o Face ID é menos prático do que desbloquear com a digital. Porém, em 95% das vezes, o Face ID é super prático.

Se você estiver preocupado com a sua segurança, a Apple não envia nenhuma informação biométrica para fora do seu aparelho. Os dados são armazenados no que a Apple chama de ‘secure enclave’, e as informações não podem ser acessadas nem se a Apple quisesse. Além disto, o Face ID tem outra vantagem: as notificações de tela ficam distorcidas, e os detalhes só aparecem quando você olha para a tela, formando uma combinação melhor de segurança e acesso de informação do que se tinha com o Touch ID.

O sistema de câmera TrueDepth utilizado pelo FaceID também pode ser usado por aplicativos de terceiros, e pelo sistema de Animoji do iOS 11: você pode gravar e compartilhar clips de 10 segundos de personagens de emojis que imitam as suas expressões faciais. E o sistema de câmera frontal também tem as funções Retrato e Retrato com efeitos de luz, que no iPhone 8 só existe na câmera principal. As novidades são divertidas, mas não justificam a diferença de preço.

O display Super Retina (nome dado pela Apple) tem uma resolução de 2436×1125 pixels e uma densidade de 458 ppi, comparado com 401 ppi do iPhone 8 Plus e 326 ppi do iPhone 8. A tecnologia OLED gera um constraste maior, permitindo pretos mais pretos. Além disso, o iPhone X tem suporte para vídeo HDR. Com todas estas tecnologias, o display do iPhone X é excelente. Com uma precisão fantástica e uma alta performance, o iPhone X tem a melhor tela entre todos os smartphones. Porém, os displays OLED tem algumas desvantagens, e o do iPhone X não é exceção. Quando você olha para a tela de um ângulo inclinado, ao invés de um ângulo frontal, a tela parece azulada. Além disso, existe o risco de se uma imagem é deixada na tela por bastante tempo, pode provocar o efeito ‘queimadura’, onde a tela fica com uma sombra da imagem. Seria necessário fazer um teste de longo prazo no iPhone X para confirmar se isto aconteceria nele, mas este é um problema potencial de telas OLED.

Como o iPhone X não tem o botão Inicial, as pessoas que estiverem fazendo upgrade dos modelos anteriores terão que se adaptar ao novo sistema de navegação. Por exemplo, para sair de um aplicativo, ao invés de você apertar o botão Home, você desliza pra cima na parte de baixo da tela (uma pequena barra fica visível no app, para você saber onde deslizar. Deslizando pra cima e segurando você acessa o carrossel de aplicativos abertos, e você pode alternar entre eles deslizando a tela para o lado (uma ação muito mais prática do que o clique duplo no botão Home, como é nos outros iPhones). Estes gestos de tela são melhores do que a interface com o botão? Alguns são melhores, outros não. Porém, eles funcionam, e não impactam negativamente o uso do telefone. Assim como as novas funções, você se acostuma rapidamente.

Assim como no iPhone 8, a tela e a parte de trás do X são feitos de vidro. Em testes feitos pela empresa de seguros americana SquareTrade os dois lados do iPhone quebraram, apesar das afirmações da Apple de que o vidro do X é o mais resistente já utilizado em um smartphone. Nós recomendamos o uso de capinha, até por que o custo de reparo da tela e da parte de trás pode chegar a 60% do preço de um telefone novo.

Graças a suas câmeras duplas, o iPhone X é mais parecido com o 8 Plus do que com o 8 na hora de tirar fotos. O iPhone X tem uma abertura maior nas suas lentes telefoto do que o 8 Plus, e além disso, possui estabilização ótica de imagem em ambas as lentes, não apenas na lente wide-angle. Na maioria das fotos onde as condições de luz são boas, você não notará diferença. Porém, para fotos em ambientes de baixa luminosidade ou utilizando zoom, a câmera do iPhone X se destaca.

Estes upgrades fazem o iPhone X valer a pena em relação ao 8?

Para a maioria das pessoas, não. Provavelmente, algumas destas funções que hoje são únicas do X, vão ser introduzidas em opções mais baratas nos próximos anos. Além disto, qualquer potencial problema no iPhone X (apesar de nada ter sido reportado ainda, por ser um design novo, podem ocorrer problemas no médio prazo) poderá ser corrigido nos próximos 12-24 meses. Porém, se você gosta de ter o último modelo, independente do preço, ou se o seu iPhone é a sua câmera principal, e você quer ter a melhor câmera possível, o iPhone X é uma opção bastante atraente. Além disto, dependendo do plano da sua operadora, o custo mensal a mais de um iPhone X em relação a um 8 pode não ser tão alto.

 – Vini Costa

Atualizado em 22/05/2020